A tipografia é um dos elementos mais importantes do design gráfico. Ela é responsável por transmitir a mensagem de forma visual, e pode influenciar a forma como o público percebe o conteúdo.

A escolha da tipografia certa é essencial para o sucesso de qualquer projeto de design e existem diversos fatores a considerar, como o tipo de mensagem que se pretende transmitir, o público-alvo, e o contexto em que a tipografia será utilizada.

A tipografia pode ser dividida em três aspetos principais: forma, função e estilo.

   – Forma
A forma da tipografia refere-se às características físicas dos caracteres, como o tamanho, o peso (regular, bold, italic…), o espaçamento e a inclinação. Todos estes aspetos determinam a legibilidade e a hierarquia dos títulos, frases ou corpos de texto nos projetos gráficos. Por exemplo, letras maiores darão mais destaque, letras mais finas ditarão mais pormenores, assim como utilizar capitulares ou não.

   – Função
No contexto do design gráfico, a tipografia é frequentemente utilizada para transmitir informações, destacar títulos, legendas ou outros elementos importantes do texto, criar uma sensação de elegância, modernidade, descontração ou qualquer outra atmosfera desejada. Se o objetivo é chamar a atenção do público então a tipografia pode ser utilizada para destacar elementos importantes do texto, como chamadas para ação ou promoções.

   – Estilo
O estilo da tipografia refere-se ao seu caráter visual. Existem diversos estilos de tipografia, cada um com as suas próprias características:
   – Serif (com serifa): as fontes serif possuem pequenas linhas que adornam os caracteres. Elas são consideradas mais tradicionais e clássicas.
   – Sans serif (sem serifa): as fontes sans serif não possuem linhas decorativas. Elas são consideradas mais modernas e contemporâneas.
   – Script: as fontes script são inspiradas na caligrafia. Elas são consideradas mais elegantes e sofisticadas e lembram a escrita à mão.
   – Decorative: as fontes decorative são utilizadas para criar um efeito visual. Elas são consideradas mais expressivas e criativas.

Além destes aspetos, a cor também é algo a ter em consideração, pois pode afetar a forma como o texto é percebido. Por exemplo, cores claras são geralmente associadas a sentimentos positivos, como alegria e felicidade, enquanto cores escuras são geralmente associadas a sentimentos negativos, como tristeza e melancolia.

A escolha da cor da fonte deve ser feita de acordo com o contexto em que será usada. A cor da fonte também pode ser usada para criar contraste e chamar a atenção do leitor. Por exemplo, uma fonte preta em um fundo branco é mais fácil de ler do que uma fonte branca em um fundo preto.

A escolha da tipografia certa é essencial para o sucesso de qualquer projeto de design, seja ele a conceção de logotipo, cartões de visita, publicações nas redes sociais e/ou revistas ou até a elaboração de um website. Pata tal, deve considerar o conteúdo e o contexto do design assim como o público-alvo e o estilo visual pretendido. É também importante experimentar diferentes fontes e estilos para encontrar a combinação perfeita para suas necessidades.

Na Ideias Fluídas temos uma equipa profissional e especializada para escolher a melhor tipografia para representar a sua marca.

Pronto para começar?